sábado, 12 de setembro de 2009

OUVIDOS DE MERCADOR


Não sei se você já ouviu esta expressão: “Ouvidos de mercador”. Minha mãe a usava para se referir a nós, seus filhos, quando ela falava alguma coisa e a gente fingia que não era com a gente. “Ouvidos de mercador” trata de alguém que finge que não está ouvindo, que não é com ele aquilo que está sendo dito. É como um vendedor que está mais interessado em vender sua mercadoria, e não escuta o que o cliente tem a dizer.
Creio que quando se trata da Palavra de Deus, nós, na maioria das vezes temos ouvidos de mercador. Quantas pessoas lêem a Bíblia, escutam as pregações nos cultos, conversam sobre ela, etc., mas a vida demonstra que nada foi aproveitado. Ouvimos, mas fazemos de conta que não é conosco que Deus está falando.
É possível inclusive demonstrar prazer em se aproximar para ouvir a Palavra de Deus, e ainda assim não obedecer. Veja um exemplo no livro de Ez 33.30-33.
Quanto a ti, ó filho do homem, os filhos do teu povo falam de ti junto aos muros e nas portas das casas; fala um com o outro, cada um a seu irmão, dizendo: Vinde, peço-vos, e ouvi qual é a palavra que procede do SENHOR. Eles vêm a ti, como o povo costuma vir, e se assentam diante de ti como meu povo, e ouvem as tuas palavras, mas não as põem por obra; pois, com a boca, professam muito amor, mas o coração só ambiciona lucro. Eis que tu és para eles como quem canta canções de amor, que tem voz suave e tange bem; porque ouvem as tuas palavras, mas não as põem por obra.
O texto nos fala que as pessoas de Israel se demonstravam interessadíssimas em ir ao profeta ouvir o que Deus tinha a dizer. Chegavam a se enforcar em convidar umas as outras nas praças e de porta em porta.
Então se achegavam e se assentavam cheios de atenção. Comportavam-se como se fossem do povo de Deus. Escutavam, mas não obedeciam. Com a boca expressavam amar esta Palavra, mas no coração só estavam preocupados com dinheiro, com ganhar coisas. A palavra de Deus era para eles como uma bela canção de amor. O profeta lhes parecia como um cantor, com voz bonita e que tocava muito bem. Ouvir a mensagem de Deus era a mesma coisa que ouvir um show de canções românticas.
Isto ocorria porque o coração estava mais preocupado em ganhar, “esperava que Ezequiel lhes contasse como poderiam tirar lucros pessoais da situação, em vez de lhes ensinar quais eram os desígnios maiores de Deus para eles.”. A boca falava uma coisa que não era verdade. Os lábios manifestavam desejo pela palavra de Deus, mas o coração ansiava em saber como ganhar mais dinheiro, como se dar melhor na vida, quais vantagens poderiam ser obtidas, que curas poderiam alcançar, quais melhoras a família conseguiria.
Por isso, quando Ezequiel lhes anunciava o juízo de Deus, eles faziam ouvidos de mercador, fingiam que não era com eles. Apenas ouviam, mas não obedeciam.
Você percebe as semelhanças com nossos dias? Nota o tanto de programas evangélicos na TV e no rádio? O grande número de mensagens na internet? Como as igrejas estão ficando cheias? E porque não se nota mudança na vida das pessoas?
Porque elas estão atrás da Palavra de Deus apenas para saber como se conseguir viver melhor nesta vida, neste mundo, e não porque querem obedecer a Deus. Eles vão aos cultos para melhorar sua vida financeira, para conseguir uma bênção, em termos de saúde, melhora dos sentimentos, dos relacionamentos, e assim por diante. Os cultos e outros programas evangélicos têm se tornado meios de diversão, de entretenimento, e não modos de Deus falar conosco e nós nos curvamos diante Dele em reverência obediente. É por isso que aproveitadores, falsos profetas, conseguem lhes tirar dinheiro, porque exploram suas cobiças.
As pessoas demonstram entusiasmo em ouvir a Palavra de Deus, mas não obedecem.
Para elas o culto ou a pregação é mais um show que assistem, como se estivessem diante de uma apresentação musical. Pessoas que vão às reuniões religiosas, aos cultos, até convidam outros para ouvir. Chegam lá e se assentam, escutando com atenção. Mas quando saem de lá, não obedecem à mensagem que ouviram da Palavra de Deus. Escutam, mas não obedecem.
Pode acontecer com você que está lendo este artigo, preparando-se para ouvir a pregação neste culto. Se você ouvir, mas não obedecer o que está na Bíblia, este culto terá sido um passatempo, um show de canções românticas para você.
Não tenha ouvidos de mercador com a palavra de Deus. Não basta ouvir, devemos obedecer.

2 comentários:

marcos disse...

parabens pastor
DEUS continue a abençoar
o senhor; para nos trazer a sua palavra

Francisco disse...

É bem verdade isto Pastor, a preocupação é o "desejo do coração" Pv 4: 23, quando as pessoas desejarem verdadeiramente conhecer a DEUS isto pode mudar.