domingo, 8 de agosto de 2010

A DÍVIDA DA HONRA


“Que presente dar ao papai?” Penso que alguns filhos fizeram esta pergunta durante a semana. Diante das propagandas, promoções comerciais, etc., ficaram em dúvida quanto à homenagem para seus pais. Gostaria de lembrar, não um presente, mas uma dívida que cada filho tem com seu pai. A dívida da honra. Porque honrar os pais é uma dívida?

Esta dívida é contraída no momento em que somos gerados. Em certo sentido nossa existência é devida ao nosso pai. Por isto devemos honrá-los. Depois que nascemos esta dívida cresce. O cuidado, as despesas, o carinho e o amor recebidos aumentam nosso dever de honrá-los. Mas, a maior razão para considerarmos esta dívida é a ordem de Deus. Você sabe quantas vezes a idéia de honrar aos pais aparece na Bíblia?

Com as expressões “honra” e “pai” nove vezes, (Ex 20.12; Dt 5.16; Ml 1.6; Mt 15.4; 19.19; Mc 7.10; Mc 10.19; Lc 18.20; Ef 6.2). Jesus se referiu a este mandamento pelo menos duas vezes. Nas referências do Antigo Testamento a palavra “honrar” é equivalente a “glorificar, dar glória”, literalmente significa “reconhecer o peso que alguém tem”, e no sentido figurado quer dizer: “reconhecer a importância e valor de alguém”. No Novo Testamento significa “estimar”; “valorizar”, “respeitar”, etc. Deus ordena que os filhos reconheçam a importância, valor e respeito que os pais têm em suas vidas.

Além destas nove versículos podemos considerar aqueles que são de ameaças para quem não honra: “Maldito aquele que desprezar a seu pai ou a sua mãe.” (Dt 17.16 ) A palavra traduzida como “desprezar” transmite a idéia de “tratar com desdém, desonrar, tratar vergonhosamente, estimar pouco”. Aquele que não honra o pai é amaldiçoado por Deus.

Havia uma penalidade para quem não honrasse o pai “O que amaldiçoar a seu pai ou a sua mãe certamente será morto.”(Ex 21.17, repetido em Lv 20.9). A palavra “amaldiçoar” indica a atitude de tratar como insignificante, não dar a devida importância, rebaixar da posição que a pessoa merece e deve ter. Provérbios 20.20 acrescenta: “Quem amaldiçoa a seu pai ou a sua mãe, Apagar-se-lhe-á a lâmpada nas mais densas trevas.”. Deus há de punir os filhos que não tratam seu pai com a devida importância e valor.

Para os filhos que, mesmo sem palavras, mas com olhos ridicularizam ou escarnecem do pai Provérbios 30.17 diz: Os olhos de quem zomba de seu pai, E de quem despreza a obediência a sua mãe, Os corvos do vale os arrancarão, E os filhos da águia os comerão.” A palavra “desprezar” neste versículo é o oposto de honrar, quer dizer “tratar com desprezo, considerar insignificante, sem valor”. A idéia é que aqueles que menosprezam seus pais, que não têm um pensamento digno quanto a eles, terão um fim trágico.

A idéia de honra ainda aparece com outras palavras em Levítico 19.3a “ Cada um temerá a sua mãe e a seu pai,” . “Temer” neste contexto significa tratar com reverência e respeito. Deus exige que os filhos tratem os pais com o respeito e a reverência devidos a eles.

Além das razões acima, devemos pagar esta dívida por conta dos bons resultados que ela traz. Quando observamos o mandamento de Ex 20.12 “Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o SENHOR, teu Deus, te dá.”, notamos que a estabilidade de uma sociedade depende do respeito para com os pais. Quando a atitude de desonra para com os pais marca uma sociedade, ela se torna instável, e seus dias não serão muitos. Efésios 6.2,3 fala desta promessa aos indivíduos “Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa, para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra.”. Ter uma vida afortunada e longa é a promessa para quem honra aos pais.

Pague a dívida, antes que não tenha mais condições de honrá-la.

3 comentários:

Pastor Edson Sobreira Alves disse...

Pastor Almir! Como é importante a atitude de um filho honrar seus pais independente até de como foram criados. Meu Pai, em São Paulo, bebia muito e nem preciso dizer como foi difícil para toda família conviver com o vício dele. Como consequencias de seus atos, ele finalmente ficou doente e foi justamento eu que cuidei dele até seu falecimento, dei banho, fazia barba e dava comida na boca dele, estes momentos foram tempos em que mais tive contato com ele e foi o tempo em que mais o amei, talvez tenha o honrado por ele ter me dado a vida...
Muito obrigado pelo excelente artigo, Deus continue te abençoando.
Pr. Edson Sobreira Alves

Addson disse...

Pr. Almir,

Enviei email e recado do orkut, preciso de resposta sua.

Abração

Cintia disse...

PR. ALMIR,
ENVIEI NOVIDADES DO MIS. MARCELO PEDRO, VAMOS DIVULGAR E TENTAR CONTATOS PRA CONSEGUIR AJUDA-LO.
ENVIEI PRA SEU E-MAIL A CARTA DELE NA INTEGRA.

UM GRANDE ABRAÇO!


CINTIA/PR. LOURIVAL JUNIOR