sábado, 5 de janeiro de 2013

O SALMO 23

Há alguns anos uma campanha publicitária lançou um produto anunciando que ele tinha mil e uma utilidades. Foi apenas uma estratégia de marketing para apresentar que o produto poderia prestar vários serviços e que não tinha apenas uma função. Há certas coisas que têm muitas utilidades. Não sei se chegam a 1001.
Na Bíblia há certos textos que se aplicam a determinada situação, mas não a outras.  Alguns expressam alegria, outros tristeza, uns nos servem quando estamos com medo, outros para os momentos de vitória. Mas há alguns que cobrem uma gama maior de situações da vida. E creio que alguns podem cobrir todas as situações da vida. Um destes é o salmo 23.
Ele pode trazer conforto ao sem forças; alegria ao entristecido; ânimo ao desencorajado; louvor ao alegre; esperança ao desanimado.  Tanto lábios chorosos e compungidos; quando bocas abertas em sorrisos; e tanto olhares entristecidos pelas perdas, quanto olhos brilhantes de conquistas podem declarar: O Senhor é o meu Pastor e nada me faltará.
Pode servir de lenço para rostos molhados de lágrimas; de bandeira para uma causa; de poltrona na qual se descansa após um dia de trabalho; de um escudo que se toma para espantar o medo; ou de um travesseiro no qual se deposita a cabeça cheia de confiança no cuidado de Deus.
É um dos textos bíblicos mais graciosos e amados. Tem um apelo universal. Expressa confiança e confidência, pois fala de Deus de uma maneira muito pessoal.  Ele é familiar tanto no sentido de que é bem conhecido; como no sentido de que nos dá a sensação de estarmos em casa.
Ele é um salmo, mas o que é um salmo? Um salmo era um cântico sempre usado no louvor a Deus. Era uma maneira de manifestar alegria, gratidão, estima e reconhecimento da glória de Deus. Um salmo poderia ser entoado apenas com a voz, ou também ser acompanhado de instrumentos musicais.  Os salmos são orações, confissões, louvores e ensinos. Mas sempre cantados a Deus.
Com os salmos nós temos a oportunidade de falar com Deus sobre nossos pensamentos e sentimentos usando uma linguagem inspirada. Nos salmos podemos expressar: temores, dúvidas, confiança, tristezas, alegrias e esperanças.
O salmo 23 também é uma poesia, que é um estilo literário que nos ajuda a expressar ideias e sentimentos numa linguagem figurada, cheia de imagens, numa maneira evocativa.  A poesia pode tornar algo presente em nossa vida pelo exercício da memória e/ou da imaginação. Ela nos ajuda a provocar e evocar o sentimento, a sentir o que deveria ser sentido. Manifesta nossas emoções de modo intenso, bonito e imaginativo. O poeta é um pintor que com palavras pinta mensagens em nossas mentes.  A poesia ajuda-nos a expressar com arte e beleza nossas afeições para com Deus.
A poesia também tem a vantagem de expressar verdades profundas em poucas palavras. Apenas uma frase de uma boa poesia pode dar origem a muito pensar. A profundidade é expressa de modo bonito e breve. Cada frase do Salmo 23 tem esta característica. Há profundas verdades em cada uma delas. E as verdades são pintadas em cenas marcantes em nossas mentes.
O salmo 23 é um cântico em forma de poesia que faz uma confissão de confiança em Deus. O salmista canta sua confiança no cuidado de Deus. Ele se sente seguro e confiado, pois o SENHOR é o seu pastor.
Ele declara a hospitalidade de Deus. Expressa como se sente recebido por Deus, como um hóspede ilustre e amado. Ele canta o amor de Deus para com ele. Ele proclama as certezas que têm no relacionamento com Deus. Ele confessa suas esperanças e expectativas. Ele testemunha como Deus tem cuidado dele.
Recitar este salmo é confessar nossa admiração por Deus, é exercer fé no cuidado de Deus, e expressar segurança mesmo nas situações ameaçadoras, é declarar nosso amor pelo SENHOR, e cantar nossa esperança na comunhão eterna com Ele.
Leia, medite, internalize, e declare as verdades do Salmo 23. Não se deixe levar por suas sensações, mas deixe que os sentimentos dos salmos moldem você.






5 comentários:

Sirlene disse...

O Salmo 23 é o cântico da minha alma...a oração que balbuciam meus lábios...a força, a segurança e o consolo que me enche a vida. Quantas vezes o li e procurei entender e me apossar do que diz cada um dos seus versículos, por que o SENHOR é o meu Pastor e eu sou sua ovelhinha. Obrigado, meu SENHOR, por me dar essa condição!

Soraya Missões Com Surdos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Soraya Missões Com Surdos disse...

Boa meditação! Bom lembrar que o Senhor é nosso Pastor e que Ele não nos faltará! Que alegria! Que benção!

Darlene Kids disse...

ótima meditação, eu amo poesia e esse Salmo é muito confortante. Que Deus continue usando sua vida.

Maria Dioclecina disse...


louvado sejas Deus por ser nosso pastor e eterno consolador de nossas vidas.Ótima meditação que Deus abençoe cada dia mais o pastor Almir e sua família.