segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

ADORADOR IRADO


Em Gênesis 4 vemos em Caim um retrato daquele que procura adorar a Deus ao seu modo, do jeito que quer e não da maneira que agrada a Deus. Quando Deus rejeita esta adoração, ele fica irado e emburrado, não aceita o aviso e a nova oportunidade que Deus lhe oferece. A mágoa no seu coração alimenta o pecado que fica espreitando, como uma fera que espera o melhor momento para atacar.

Este ressentimento leva-o a pensar que eliminando os verdadeiros adoradores seu problema será resolvido. Mas, sem arrependimento e mudança, sua situação fica mais complicada. A raiva armazenada fermentará e produzirá outros pecados, no caso de Caim: assassinato, engano, mentira e coração endurecido.
 O fim será a distância de Deus.


Um comentário:

luiz Flor disse...

Meu caro amigo senti falta de uma aplicação que identifique essa verdade em nosso dia a dia. Em nosso contexto (evangelico) o que é adorar a Deus do próprio modo e não do de Deus?