domingo, 26 de outubro de 2014

QUANTO VALE SEU CASAMENTO?

        Se você tivesse que colocar uma etiqueta de preço em seu casamento, qual seria o valor que ela marcaria? Penso que resposta imediata de alguns de nós seria a mesma daquela propaganda: meu casamento não tem preço.

         Mas isso é demonstrado com atitudes? O valor de relacionamentos não é medido com dinheiro, mas se manifesta na quantidade e qualidade de amor que lhe é dispensado.  Amor e valor estão intrinsicamente ligados. Quanto mais valorizo mais amo. Quanto maior o amor, maior será o valor atribuído.
Alguns podem afirmar que valor é relativo, que depende da cultura, da sociedade, da criação e outros fatores mais. Outros até dirão que o valor da família baseia-se na produtividade. Se ela me faz bem, tem valor; se já não contribui para minha felicidade, então perdeu o valor. Mas é um erro valorizar pessoas e relacionamentos com base na necessidade e produtividade, eles devem ser valorizados por sua natureza e função. 
A natureza da família é a imagem de Deus, portanto seu valor é altíssimo. Foi estabelecido pelo Criador, que a criou para expressar a Sua imagem (Gn 1.26-28). Este valor foi reafirmado quando Ele exemplificou o relacionamento de Jesus com a Igreja através da família (Ef 5.22-33).  A aliança que constitui uma família não envolve apenas os humanos, é também uma aliança com Deus e da qual Ele é testemunha (Pv 2.16,17; Ml 2.14). Deus valoriza tanto a família que toma para Si o papel de vingar aqueles que a desvalorizam (Hb 13.4).
        Há ordens nas Escrituras para valorizarmos a família. Deus ordena que os maridos amem a esposa como Cristo amou a Igreja, a ponto de morrer por ela (Ef. 5.25-29). A família vale a vida dos seus componentes, pois o marido deve amar a esposa com a disposição de fazer os sacrifícios necessários por ela.   
         A palavra “honra” é uma das que a Bíblia utiliza para transmitir a ideia de valorizar. Honrar é o mesmo que valorizar, apreciar (dar um alto preço) e estimar em muito. Um exemplo deste uso é encontrado em Mateus 27.6,9, onde originalmente aparece o verbo “honrar”, mas foi traduzido como avaliar ou estimar, pois este é sentido nesta passagem, e o termo “preço” traduz a palavra “honra”.  Também em Atos 4.33 e 5.3 “honra” é traduzido como “valor”.
         Em Hebreus 13.4, lemos:
Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula; porque Deus julgará os impuros e adúlteros.
 A expressão traduzida como "digno de honra"  significa “de grande valor” e “precioso”.  Em 1 Pedro 3.7 é ordenado aos maridos que tratem suas esposas com honra (traduzido como “consideração” ou “dignidade”),  eles devem atribuir um grande valor e apreço a elas.
         As esposas também devem honrar seus maridos, percebemos isso em Efésios 5.33, onde é dito para as mulheres reverenciarem seus maridos. Os filhos também devem valorizar a família, várias vezes o mandamento “Honra a teu pai e a tua mãe” é repetido (Ex 20.12; Dt 5.16; Mt 15.4; 19.19; Ef 6.2).            
Portanto, quando olhar para sua família, lembre-se que a etiqueta de valor foi colocada por Deus, e não por você, e nela está descrito que o valor é muito alto, acima de quase tudo,  só perde para o valor do relacionamento com Deus.

Nenhum comentário: