sexta-feira, 14 de julho de 2017

À SOMBRA DO ONIPOTENTE


            A frase “descansando numa sombra” produz em nossa mente imagens de árvores frondosas e pessoas assentadas debaixo sem fazer nada, apenas deixando o tempo passar. Ou ainda deitadas tirando uma soneca, desfrutando uma sensação de repouso das fadigas e protegidas do calor do sol. A mesma frase foi usada pelo Espírito Santo para se referir a um outro tipo de sombra, que também nos dá descanso e proteção: a sombra de Deus.
            Nas Escrituras o termo “sombra” tem vários usos, e um deles é o de abrigo diante do calor do sol. A sombra é produzida por objeto que se interpõe entre o sol e a pessoa, protegendo-a dos incômodos que seus raios ardentes provocam. Pode ser uma árvore, uma casa ou até uma rocha, como em Isaías 32.2.
            O uso foi ampliado para indicar a proteção necessária diante das várias ameaças da vida, como exemplificado na fábula contada em Juízes 9.7-15, quando o espinheiro convida as outras árvores a se refugiarem debaixo de sua sombra.
Muitas vezes a vida se torna perigosa e fatigante. Nas palavras de Jó: a vida é penosa e aflitiva, suspiramos por uma sombra, como um trabalhador pelo salário (Jó 7.1,2).  Parece que caminhamos num deserto.  Tudo parece cinza e estéril. Os problemas queimam em nossas mentes. As crises se abatem sobre nós como raios de um sol escaldante. O calor das tribulações sufoca nosso ânimo.
Onde encontrar essa sombra? Alguns buscam o socorro dos homens, como fez o povo de Israel, que numa crise nacional buscaram abrigo no Egito. Mas aquela sombra não trouxe o refúgio que buscavam, e assim ficaram decepcionados, envergonhados e confusos (Is 30.2,3).
Mas aqueles que buscam a sombra de Deus encontram repouso seguro. Esta é a verdade declarada no salmo 91.1: Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo descansará à sombra do Onipotente.
O texto nos descreve alguém, que após uma caminhada, encontra um lugar para se estabelecer. Ela achou um esconderijo, onde os perigos da vida não vão acha-la, por isso está protegida, escondida dos ataques dos inimigos. Este lugar é uma pessoa, Deus, que aqui é chamado de Altíssimo, isto é, aquele que está acima de todos, sobre tudo e sobre todos. Ele é a suprema autoridade do universo, o que tem o domínio sobre todas as coisas e a quem todos obedecem. Várias vezes na Bíblia a proteção é comparada a um lugar alto, inacessível aos perigos da vida. Pois o lugar mais alto e inacessível a todo e qualquer perigo é a pessoa de Deus.

Este descanso é encontrado à sombra do Onipotente. A palavra “descansar” era usada para representar o alvo de um viajante que, depois de um dia de viagem, procura um lugar para passar a noite, protegido dos perigos que a escuridão esconde. Mas também expressava o lugar seguro para residir, que foi achado descanso após várias mudanças e procuras cansativas.
O descanso encontrado está debaixo da sombra de Deus, que é chamado de Onipotente. Isto é, o Todo Poderoso. Aquele que tem todo poder e por isso garante a segurança total de uma vida.
Estar à sombra do Onipotente, é descansar com a certeza da proteção fornecida por um poder que é superior a todos os poderes deste mundo. Nada nem ninguém pode atingir aquele que está debaixo do abrigo que é Deus.
No Antigo Testamento há duas histórias de homens que ofereceram suas casas como sombra para a proteção de viajantes. Mas apesar de toda boa vontade, eles não tinham poder suficiente para garantir uma proteção segura. Num dos casos, os próprios hóspedes, que eram anjos de Deus, tiveram que providenciar o refúgio contra as ameaças. No outro, a mulher do hóspede foi violentamente estuprada e assassinada (Gênesis 19.1-11; Juízes 19.10-28). Aquelas casas não foram sombras seguras para aqueles viajantes. Os homens das cidades eram mais poderosos do que os hospedeiros. O abrigo se transformou numa armadilha e o que parecia proteção demonstrou-se letal.
Não é assim na presença de Deus. Ele é a Suprema Autoridade e o Todo Poderoso. Ele sim, pode garantir toda proteção e o supremo descanso que precisamos. Através de Jesus Cristo, podemos encontrar o refúgio e o descanso que nossa alma deseja e precisa (Mateus 11.28-30).
Encontre em Deus a sua casa, que Ele seja sua sombra, só assim você descansará seguro.


Um comentário:

Reuel Santos disse...

Excelente meditação! Que Deus os abençoe sempre!