segunda-feira, 28 de julho de 2008

Respeito à Palavra: sinal de amor.

O livro As Cinco Linguagens do Amor afirma que há pelo menos cinco maneiras de manifestar amor, e que uma delas ocupa a nossa preferência. Esta preferência depende de nossa criação e temperamento. Um dos fatores que causa problemas entre casais é o não entendimento da linguagem de amor um do outro. Exemplo: a esposa entende que ser amada é receber palavras de apreciação, já o marido entende que ser amado é receber presentes. Assim cada um ama do seu jeito, e um acha que o outro não o ama. Para evitar este transtorno seria conveniente que cada cônjuge contasse para o outro qual a forma em que ele se sente amado.
Deus quer ser amado por nós. E Ele nos contou quais as formas de nós o amarmos. Uma delas é manifestar respeito à Sua Palavra. Deuteronômio 6.4-9 diz:
Ouve, Israel, o SENHOR nosso Deus é o único SENHOR. Amarás, pois, o SENHOR teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças. E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração; tu as inculcarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantar-te. Também as atarás como sinal na tua mão, e te serão por frontal entre os olhos. E as escreverás nos umbrais de tua casa e nas tuas portas.
Quando amamos a Deus da forma devida, as palavras ordenadas por Ele moram no centro de nossa vida (coração), elas nos guiam em todas as nossas atividades (em casa, no caminho, deitando e levantando), ficaremos ligados a elas de tal maneira que não as esqueceremos, e ao mesmo tempo eles sinalizarão para os outros nosso amor para com Deus (sinal nas mãos e marca entre os olhos), tal como um anel de aliança sinaliza nosso amor pelo cônjuge.
Também teremos a preocupação de ensinar para nossa família estas palavras (escrever nos umbrais da casa e nas portas), nossos filhos serão preparados pelo aprendizado destas palavras (a expressão “inculcar” quer dizer “ser afiado, incitado, preparado).
Deuteronômio 11.1: Amarás, pois, o SENHOR, teu Deus, e todos os dias guardarás os seus preceitos, os seus estatutos, os seus juízos e os seus mandamentos.
Quando amamos a Deus da forma apropriada guardamos as ordens que Ele nos dá. Nosso amor se manifestará em tomar cuidado para não desobedece-Lo.
Deuteronômio 30.20: Amando o SENHOR, teu Deus, dando ouvidos à sua voz...
Quando amamos a Deus nós prestamos atenção à Sua voz. Desatenção, fazer pouco do que Deus ordena, não ter interesse em saber o que Ele ensinou, é sinal de que não amamos a Deus na prioridade certa, nem com a intensidade certa, e muito menos da forma certa.
Existimos para amar a Deus acima de todas as coisas, com toda a intensidade de nosso ser, e da forma correta, isto é, respeitando a Sua palavra. Este respeito se demonstra em prestar atenção a esta Palavra, guarda-la no coração, deixar que ela dirija nossas vidas, ensina-la aos nossos filhos.
Estamos amando a Deus da forma certa?

2 comentários:

Roberia Viana disse...

É por isso que muitas pessoas não conseguem demonstrar amor a
Deus, por não deixar o Espirito Santo trabalhar em sua vida e se deixam influenciar pelas formas como foram criadas em casa. Se não conseguem obedecer aos próprios pais que está presente fisicamente a cada dia, imagine obedecer a Deus por suas próprias forças, quando na verdade Deus é Espírito, e importa que O adoramos em Espírito e em Verdade.
Em muitos lares, os pais acreditam que amar seus filhos é suprir as necessidades materiais, em consequência os filhos não conseguem demonstrar como podem se sentirem amados e como amar seus pais e obedecê-los. Ao serem convertidos estes filhos, também terão dificuldades de amar e obedecer a Deus se não dependerem do Espírito Santo.

Emerson Jose disse...

Glórias a Deus. Adicionei uma frase sua em uma mensagem nossa. Veja dia 03 em www.pastor7.com, fique na paz do mestre!