segunda-feira, 28 de abril de 2008

Intensificando nossas orações

Orar e meditar nas Escrituras são deveres diários de cada cristão. A própria Bíblia nos exorta a meditarmos diariamente (Sal 1.2) e a orarmos sem cessar (1 Tes 5.17). Mas há épocas em nossas vidas nas quais precisamos intensificar nosso contato com Deus. Isto aconteceu na vida de Moisés para receber a Palavra de Deus na primeira vez e na segunda para interceder pelo povo (Ex 24.12-18; 34.28,29). Elias, quando desanimado diante da perseguição de Jezabel passou 40 dias caminhando (1 Reis 19.1-18). Daniel aplicou-se a oração por 21 dias para compreender a mensagem da Palavra de Deus (Daniel 10.1-3,12,13). Neemias quando soube da situação da cidade de Jerusalém passou três meses orando (Neemias 1.1-2.1). O próprio Jesus Cristo, guiado pelo Espírito Santo, passou 40 dias no deserto, antes de iniciar seu ministério (Lucas 4.1-13).
Os resultados na vida destes homens foram fantásticos. Moisés quando desceu do monte brilhava, irradiando a glória de Deus, manifestando a autenticidade da revelação recebida. Elias teve uma nova percepção dos modos de ação de Deus e foi reanimado para continuar com missão que Deus lhe dera. Daniel recebeu entendimento das revelações de Deus. Neemias teve a oportunidade de reconstruir os muros de Jerusalém. E Jesus venceu Satanás.
Nós também precisamos selecionar algum tempo para intensificar nossa busca por Deus. Assim poderemos refletir melhor sua glória, ganharmos novo ânimo para cumprirmos a missão que Deus tem para nós, entendermos melhor as Escrituras, realizarmos uma obra específica, e vencer as tentações de nosso inimigo.

Um comentário:

jefferson disse...

Meu amado sou pb e tenho mta dificuldade de orar e ler a bíblia
sei o quanto isso foi importante para os grandes homens da bíblia, mais mesmo tendo ciencia dessas informações nom consigo a anos dar um passo pra mudar ...