quarta-feira, 26 de setembro de 2007

O INIMIGO ATACA ONDE E QUANDO ESTAMOS MAIS FRACOS

.
A primeira batalha do povo de Israel, depois de sair do Egito, foi contra os amalequitas. Que era um povo nômade que vivia naquela região. A história é contada em Êxodo 17.8-13, e relembrada em Deuteronômio 25.17,18. Israel estava na quarta parada em sua jornada  para a terra prometida, num lugar chamado Refidim. Os amalequitas tentaram parar o avanço de Israel usando táticas de guerrilha. Aproveitaram-se do cansaço do povo, atacaram e mataram os mais desfalecidos, que vinha mais mais atrás. Na vida cristã também é assim. Enfrentamos inimigos que, muitas se aproveitam do nosso cansaço, e nos atacam nas áreas mais desfalecidas, menos vigiadas, mais vulneráveis e sensíveis. E causam sérios prejuízos.

Um comentário:

Assis Nogueira disse...

Excelente e útil reflexão, pastor Almir! Parabéns também pela coluna no Jornal de Apoio.